LIRAa - Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti
logo SUS e PBH
Acessos
243603
Notícias
SMSA divulga resultado do LIRAa de março/15

O Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de março demonstra que 2,8% dos imóveis pesquisados em Belo Horizonte contam com a presença do mosquito transmissor da dengue. Ou seja, quase três em cada um dos 100 imóveis apresentam focos do Aedes aegypti. A pesquisa, realizada em 49.373 imóveis da capital, revelou que cerca de 80% dos focos do mosquito estão dentro dos domicílios.

De acordo com a padronização do Ministério da Saúde, o índice de infestação larvária, considerado de baixo risco para a ocorrência de epidemia, é de até 1%. O LIRAa realizado no mesmo período do ano passado (março) apontou um índice de 1,2%.

O objetivo do LIRAa é identificar as áreas da cidade com maior proporção/ocorrência de focos do mosquito e os criadouros predominantes. Essas informações possibilitam intensificar as ações nos locais com maior presença do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e chikungunya.

A SMSA executa durante todo o ano ações de prevenção e controle da dengue: assistência aos pacientes, combate ao vetor, mutirões de limpeza e comunicação/mobilização social. O objetivo é prevenir a proliferação dos focos do Aedes aegypti; conscientizar a população sobre a importância da participação de todos no combate à dengue; reduzir o número de cidadãos com a doença, garantir a assistência médica aos pacientes e evitar óbitos.

Confira as informações completas do LIRAa de janeiro de 2015 

 

LIRAa Março de 2015

 

Secretaria Municipal de Saúde . Av. Afonso Pena . 2336 . Funcionários . Belo Horizonte . MG